R.I.P Ministério da Cultura — Jornalistas Livres

Em sua página no Facebook, o secretário-executivo do Ministério da Cultura, João Brant, publicou um balanço das ações que vinham sendo conduzidas pela pasta nos últimos meses. Brant fazia parte da equipe desde fevereiro de 2015, e demonstra bastante preocupação com a continuidade das políticas públicas construídas até agora para o setor. Eis que se…

via R.I.P Ministério da Cultura — Jornalistas Livres

Guilherme Boulos no primeiro grande ato contra o Golpe | Jornalistas Livres

Guilherme Boulos manda recado do primeiro grande ato de resistência contra o governo golpista que que instalou. “Não vamos sair da rua. Contra este golpismo, contra este governo ilegitimo. Não reconhecemos eles, a saída é com o povo e pela esquerda” Relacionado

Fonte: Guilherme Boulos no primeiro grande ato contra o Golpe | Jornalistas Livres

Consultor avalia que classe média pode pagar a maior conta dos ajustes

O afastamento da presidente Dilma Rousseff, com a aprovação do pedido de impeachment pelo Senado, e a posse do vice Michel Temer na presidência, nesta quinta-feira, 12, marcam um período de grandes desafios para o novo governo que não deve ter, segundo analistas, facilidade em aprovar as reformas necessárias a curto prazo.

Fonte: Consultor avalia que classe média pode pagar a maior conta dos ajustes

Eduardo Paes diz que governo de Temer vai continuar apoiando os Jogos Rio 2016 — Sputnik Brasil – Notícias, Opinião, Rádio

O Prefeito do Rio, Eduardo Paes disse nesta quinta-feira(12) que lamenta a situação de crise política que acontece no Brasil, mas afirmou que o afastamento de Dilma, cedendo lugar interinamente para o vice, Michel Temer não vai causar prejuízos aos Jogos Olímpicos.

via Eduardo Paes diz que governo de Temer vai continuar apoiando os Jogos Rio 2016 — Sputnik Brasil – Notícias, Opinião, Rádio

Adversário de Macri repudia apoio ao golpe brasileiro | Brasil 24/7

Nicolás del Caño, ex-candidato a presidente pela esquerda nas últimas eleições da Argentina, repudiou o apoio dado pelo governo de Mauricio Macri ao golpe em curso no Brasil; “Repudiamos o reconhecimento e apoio do governo argentino ao golpe institucional que se consuma no Brasil. Querem fazê-lo passar como um processo constitucional normal, no entanto, o impeachment não se baseia em nenhuma prova de corrupção, mas em atos administrativos do governo, sem demonstrar nenhum delito como pressupõe a própria Constituição brasileira que dizem defender”, diz. “A partir da esquerda, mobilizamos milhares em frente à Embaixada do Brasil em Buenos Aires e em todas as principais cidades do pais, no dia 30 de abril, para rechaçar o golpe como parte da ofensiva da direita ajustadora em toda América Latina”, destacou

Fonte: Adversário de Macri repudia apoio ao golpe brasileiro | Brasil 24/7