Página curtida · 1 h via Facebook Mentions ·Editado ·

Crônica do absurdo

(todo amor, respeito e solidariedade a Camila Pitanga e preces para Domingos Montagner)

Ao cruzar o aeroporto, arrastando minha mala e com a mochila nas costas, após receber abraços e elogios de uma produtora de tevê que me conhece das redes sociais e de posar para um selfie com duas trabalhadoras da limpeza, deparo-me com uma família vindo na direção oposta. O pai vestido num camisa polo e a mulher com os cabelos tingidos de louro presos por óculos escuros; os filhos os acompanhavam. Todos brancos e visivelmente de classe média. Ao passarem por mim, a mulher gritou: “Por que você ainda está aqui? Por que já não foi embora do Brasil?”. Eu, no mesmo tom, respondi-lhe: “Porque você não pagou minha passagem, sua fascista ordinária e promotora de mentiras!”. Ela se calou. Não retrucou. Esperei que o maridão partisse pra cima de mim. Mas nem pra trás olhou.

Os fascistas de merda insuflados pela cobertura jornalística abjeta (tendenciosa, parcial, manipuladora, desonesta intelectualmente e irresponsável) dos fatos da política feita pela ampla maioria dos jornais, telejornais e revistas, estão menos diligentes nas interações sociais reais, mas, vez em quando (e sobretudo após espetáculos midiáticos imorais e constrangedores pontuais como o promovido pelos procuradores da MPF responsáveis pela Lava Jato e seu power point contra Lula), esses fascistas de merda decidem colocar as asas de fora.

Ao contrário de outras figuras públicas insultadas por fascistas de merda em restaurantes e aeroportos, eu não os deixo sem resposta nem abro mão de enfrentá-los. Sempre enfiam o rabo entre as pernas e se calam, ignorantes que são; faltam-lhes argumentos e se desconcertam quando tratados da mesma forma pela sua vítima. Não dá pra pensar que pode haver diálogo civilizado com alguém que lhe insulta aos gritos. Como sugere Gilberto Gil em “Viramundo”, melhor gritar e assustar a coragem do inimigo!

Mas se os fascistas de merda e os imbecis motivados – todos antipetistas vulgares, incapazes de pensamento! – estão se tornando raros nas interações reais após a queda e desmoralização pública de seus “ídolos” (Eduardo Cunha, MBL, Aécio Neves, a famiglia de parlamentares viúvos da ditadura militar et caterva), réus na justiça ou acusados publicamente de crimes de corrupção; se estão se tornando raros em restaurantes e aeroportos, os fascistas de merda pululam nas redes sociais, onde podem ser vis e maléficos protegidos pela distância, covardes que são. O que esses fascistas estão fazendo com a atriz Camila Pitanga em suas redes sociais a partir da chocante morte do ator Domingos Montagner é coisa de psicopatas torturadores!

Desrespeitando a humanidade e a dor de Camila, essa gentalha abjeta está acusando a atriz de ter matado o próprio colega para abafar a denúncia espetaculosa dos procuradores da Lava Jato contra Lula. Sim, é isso mesmo que você está lendo! E cada compartilhamento da calúnia é acompanhado de dezenas, às vezes centenas, de insultos impublicáveis contra Camila e contra Lula.

Haverá quem diga: “Não se deve levar em conta o que se escreve nas redes sociais”. Equívoco! As redes sociais são hoje e serão mais no futuro uma dimensão importante da vida das pessoas. Nelas, homens, mulheres e crianças gastam boa parte de seu tempo. Logo, sim, devemos nos importar com o fascismo que se espalha pelas redes sociais!

Pergunto-me se os fâmulos e sabujos que, nas redações dos jornais, telejornais, revistas e programas de rádio, insuflaram a matilha de hienas fascistas a atacar os “petistas”, a partir de coberturas e comentários desonestos intelectualmente e claramente partidários, não se sentem nem um pouco cúmplices do que está acontecendo com Camila Pitanga nas redes sociais… Será que as Organizações Globo não se sentem minimamente responsáveis pelas bestas que libertou e que hoje atacam seu elenco?

Se depender de mim, fascistas não passarão!

14364894_1179621768752495_7098058210586026561_n

Atleta iraniano morre após acidente em prova de ciclismo de estrada | Agência Brasil

Prova do ciclismo de estrada masculino categoria C4.-5 foi realizada no Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio de Janeiro Mar

Fonte: Atleta iraniano morre após acidente em prova de ciclismo de estrada | Agência Brasil

O Ministério da Saúde adverte: alguns beijos viciam e causam total dependência | Revista Bula

Tem gente que é impossível esquecer, porque tem o cheiro que nenhum perfume, jamais, vai conseguir reproduzir. A gente pode viajar, conhecer pessoas, mas ninguém será bom o bastante para apagar da memória olfativa aquele aroma febril. Gente que abraça e se funde como alquimia, que tem química, física, história, geografia e até mesmo matemática. Gente que combina mais que goiabada com queijo, arroz com feijão e café com leite.

Fonte: O Ministério da Saúde adverte: alguns beijos viciam e causam total dependência | Revista Bula

40 frases desconcertantes de Jorge Luis Borges | Revista Bula

Em 29 de setembro de 1977, numa livraria em Brasília, comprei “Ficções”, de Jorge Luis Borges. Foi meu primeiro contato com a obra do autor e me encantei perdidamente. Aquele mesmo exemplar, já esfarelando, está sobre o meu criado de cabeceira e não passo mais de 15 dias sem que leia algum trecho. Além da fixação por “Ficções”, li toda a sua obra, que reputo grandiosa. Selecionei algumas frases do autor pelo seu aspecto desconcertante, surpreendente, pela fina ironia. Embora ele diga que seja incapaz de cometer uma ironia, o que é uma ironia dentro da ironia. Algumas frases são de obras literárias, no entanto, a maioria é de trechos de entrevistas concedidas ao longo da vida e organizadas pelo argentino Carlos R. Stortini, em “Dicionário de Borges”, em 1986, ano de sua morte.

Fonte: 40 frases desconcertantes de Jorge Luis Borges | Revista Bula