Antonio Candido, intelectual lúcido e militante de larga visão histórica | Brasil 24/7

Num momento de um certo impasse na ação política, dissolução de paradigmas e do surgimento de práticas pelo menos discutíveis, a lucidez implacável de Antonio Candido nos ajuda a uma redefinição profunda de uma ação política em crise radical e a redescobrir a exemplaridade de uma produção literária enraizada ao mesmo tempo nas condições locais, nacionais, latino-americanas e universais

Fonte: Antonio Candido, intelectual lúcido e militante de larga visão histórica | Brasil 24/7

A clandestina Operação Delenda Lula num país em transe | Brasil 24/7

“Na Operação Delenda Lula o acusador e o juiz são a mesma pessoa. Na Operação Delenda Lula ninguém é obrigado a seguir as leis. Na Operação Delenda Lula a ordem é aniquilar o maior líder popular do país. Os sinais dessa operação estão na cara. Na véspera do interrogatório de Lula um juiz de Brasilia – juiz substituto – mandou fechar o Instituto Lula, que fica em São Paulo, por suspeita de que no local teriam sido cometidos crimes”, diz o colunista Alex Solnik; “A Operação Delenda Lula é clandestina, mas transcorre sob os olhares complacentes de um país em transe. E somente se viabiliza num regime de exceção. Num parêntesis do estado democrático como esse que estamos vivendo”

Fonte: A clandestina Operação Delenda Lula num país em transe | Brasil 24/7

Fazer com o governo golpista o que Lula fez com Moro | Brasil 24/7

Em nova coluna no 247, o cientista político e sociólogo Emir Sader avalia que em depoimento ao juiz Sérgio Moro, “Lula fez com que o feitiço virasse contra o feiticeiro. As perguntas de Lula foram sumamente incômodas para Moro. Lula retomou a iniciativa, desmontou as acusações contra ele, deixou Moro sem ação, sem nem sequer o poder de interromper o Lula”; Emir faz um paralelo entre a virada de Lula à perseguição que vem sofrendo e a virada que o povo brasileiro, em sua avaliação, deve dar diante do “governo golpista” de Michel Temer; “Precisamos sair do cerco e passar a cercar o governo. As mobilizações convocadas para Brasília podem ser o momento de virada da situação estratégica da defensiva para a de ofensiva, pelo menos para promover um empate estratégico com o governo. Atacar no cenário decisivo e simbólico”, escreve Emir Sader

Fonte: Fazer com o governo golpista o que Lula fez com Moro | Brasil 24/7

O recall da Lava Jato na guerra contra Lula | Brasil 24/7

“A Lava Jato perdeu a batalha de Curitiba. A acusação envolvendo o suposto apartamento triplex expôs as ridículas inconsistências do processo judicial e, em vista disso, fragilizou a hipótese de imputação de crime ao ex-presidente. Apesar disso, contudo, sabe-se de antemão que Moro deverá se pronunciar pela condenação do Lula”, diz o colunista Jeferson Miola; no entanto, ele lembra que, pouco mais de 24 horas depois do fracasso da força-tarefa, a Lava Jato passou por um rápido recall para consertar a artilharia e aprumar a ofensiva da guerra contra Lula; “Num passe de mágica, tiraram da cartola do STF os depoimentos do casal de marqueteiros Mônica Moura e João Santana, prestados nas delações sob chantagem psicológica, em troca da redução dos anos de cadeia a que seriam condenados caso não mentissem para incriminar Lula e Dilma”

Fonte: O recall da Lava Jato na guerra contra Lula | Brasil 24/7

Avisei, os canalhas cumpririam as promessas sob aplausos dos cínicos | Brasil 24/7

Mesmo que dissesse que o governo haveria de agir com a velocidade do raio para aprovar as tais reformas e que seria lesto na abertura do país aos interesses multinacionais, previa pelo menos dois anos para que tudo isso acontecesse. Errei. Para os propósitos a que se reservou, o Governo Temer constitui um exemplo de eficácia e é um caso de sucesso

Fonte: Avisei, os canalhas cumpririam as promessas sob aplausos dos cínicos | Brasil 24/7

Palocci deve desistir de habeas corpus para fechar delação | Brasil 24/7

O ex-ministro Antônio Palocci está sendo aconselhado a arrefecer seu pedido de habeas corpus em tramitação no Supremo Tribunal Federal (STF) para efetivar seu acordo de delação premiada; o habeas corpus divide o Supremo, pois sua eventual concessão é tida como mais uma possibilidade de derrota da força-tarefa da Lava Jato na corte

Fonte: Palocci deve desistir de habeas corpus para fechar delação | Brasil 24/7