Repressão em Brasília e ação na cracolândia são condenadas pela ONU | GGN

 Foto: Jornalistas Livres Jornal GGN – Comunicados da Organização das Nações Unidas (ONU) condenaram o “uso excessivo da força” contra os manifestantes do último ato em Brasília, na quar

Fonte: Repressão em Brasília e ação na cracolândia são condenadas pela ONU | GGN

Governador do PT no Ceará defende o nome de Tasso Jereissati para substituir Temer

Do 247: O governador Camilo Santana (PT) defendeu o nome do senador Tasso Jereissati (PSDB) para suceder Michel Temer (PMDB) na Presidência em caso de afastamento. “Se houver uma eleição indireta, entre os nomes que existem no Congresso, o Tasso hoje é um dos nomes mais respeitados e para o Ceará será muito bom”, disse […]

Fonte: Governador do PT no Ceará defende o nome de Tasso Jereissati para substituir Temer

Donos da mídia nos grampos da PF

Da Revista Fórum: Os grampos realizados pela Polícia Federal em Aécio Neves, Rodrigo Rocha Loures e outros investigados da última operação coordenada pelo Ministério Público não tiveram como única vítima da mídia o blogueiro Reinaldo Azevedo. Aliás pelo que este blog apurou os áudios vazados de Reinaldo são o café pequeno do banquete. Proprietários de […]

Fonte: Donos da mídia nos grampos da PF

Maria Silvia Bastos, presidente do BNDES, renuncia

Do blog de Ancelmo Gois no Globo Maria Silvia Bastos Marques, a presidente do BNDES, renunciou. Ela enviou carta aos funcionários, leia abaixo: “Prezados benedenses, Nesta sexta-feira, 26 de maio, informei pessoalmente ao presidente Michel Temer a minha decisão de deixar a presidência do BNDES. Todos os diretores permanecem no cargo e o diretor Ricardo Ramos, […]

Fonte: Maria Silvia Bastos, presidente do BNDES, renuncia

O ministro Barroso está certo: o STF é um tribunal de cada um por si. Por Paulo Henrique Arantes

Publicado na Revista da CAASP.   Em dezembro de 2014, na entrevista que concedeu à Revista da CAASP, o ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello repetiu o que alguém já dissera: “Somos 11 ilhas no STF”. Em princípio, nada de condenável no fato de os juízes da mais alta corte do Brasil preferirem […]

Fonte: O ministro Barroso está certo: o STF é um tribunal de cada um por si. Por Paulo Henrique Arantes

Para 64%, Temer é culpado e não foi vítima de armação – Portal Fórum

Michel Temer, que é rejeitado por 95% da população brasileira e investigado por crimes como corrupção, organização criminosa e obstrução da Justiça, é reconhecido como culpado dos crimes revelados pela JBS; é o que mostra um levantamento realizado pelo instituto Paraná Pesquisas Por Brasil 247 Michel Temer, que é rejeitado por 95% da população brasileira, …

Fonte: Para 64%, Temer é culpado e não foi vítima de armação – Portal Fórum

Dória, o jestor jenial, inaugurou nova cracolândia às portas da Folha e sob as sombras de Duque de Caxias – Escrevinhador

São Paulo não é estúdio de TV, mas Dória é de fato um aprendiz de prefeito. Dória acaba de inaugurar uma nova cracolândia: às portas da sede da “Folh

Fonte: Dória, o jestor jenial, inaugurou nova cracolândia às portas da Folha e sob as sombras de Duque de Caxias – Escrevinhador

ONU condena uso excessivo da força pela PM para reprimir protestos contra Temer – Socialista Morena

A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) e o Escritório Regional para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) condenaram o uso excessivo da força por parte da Polícia Militar para reprimir protestos e manifestações contra o governo Michel Temer no Brasil. Na manifestação do último dia 24 […]

Fonte: ONU condena uso excessivo da força pela PM para reprimir protestos contra Temer – Socialista Morena

Fora da prisão, inimigo histórico do narcotráfico no México diz que volta para a luta, mas sem armas | Internacional | EL PAÍS Brasil

José Manuel Mireles, líder das milícias Autodefesas, acusa o presidente Enrique Peña de sua condenação e diz que o país está muito pior do que quando foi para cadeia

Fonte: Fora da prisão, inimigo histórico do narcotráfico no México diz que volta para a luta, mas sem armas | Internacional | EL PAÍS Brasil