Em Fala comigo, inventário de solidões contemporâneas

Longa de estreia de Felipe Sholl especula sobre relações intergeracionais e os limites da psicanálise — quando já não é ferramenta libertária, mas instrumento normativo e repressor

Fonte: Em Fala comigo, inventário de solidões contemporâneas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s