Eduardo Matysiak (*) Senhor desembargador, nós, que defendemos a democracia, não somos terroristas, baderneiros, bandidos e nem assassinos. Somos estudantes, professores, donas de casa, artistas, advogados, juristas, trabalhadores e, acima de tudo, somos humanos. A que ponto a Justiça chegou? A Justiça que absolveu a mulher de Eduardo Cunha? Aquela senhora das contas na Suíça, […]

Fonte: Carta aberta ao senhor desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores (por Eduardo Matysiak) – Sul21

Anúncios